Posts in the rocker category

A Vudu! agora tem uma blusinha que é a cara das pin-ups que amam rockabilly.
É nossa primeira blusinha tamanho GG — estávamos em falta com as fofas — a primeira de muitas.

A modelo é ninguém menos que Helô Piercer a pin-up mais fofa da internet que tem os looks mais inspiradores e os penteados mais bacanas. Ela foi fotografa pela Joe.  Gracias meninas!

Confira o blog da Helô clicando aqui e veja a seguir como ela deixou a nossa blusinha muito mais linda.

Pra comprar a blusinha clique aqui. 

(mais…)

Rockers de topete e jaqueta de couro, pin-ups de saia rodada, milk shake e carros antigos. Anos 50, certo?

E se o mundo naquela época estivesse sob um ataque zumbi? E se mesmo assim ainda existisse amor?

Essa foi a idéia da artista mexicana Isis Vargas para a série fotográfica Love Sucks.

Nossas fotos preferidas você confere aqui, outras no site de Vargas, aqui.

Topete e zumbis também inspiraram a Vudu! para a criação de uma camiseta e bolsa supimpas: Elvis Zombie.

Clique aqui para conhecer o produto.

 

“Kustom Kulture” é uma cultura underground surgida na década de 1950. Empregada em diversas áreas como trabalhos artísticos em automóveis (aerografia, pinstriping, Hot Rod), artes como tatuagem, música, entre outros meios, além de caracterizar um estilo de vida.

O conceito surgiu nos Estados Unidos e possui adeptos em todo o mundo nos dias atuais.

Nos início do movimento hot rod, haviam diversos estilos de customização rolando. Ao longo do tempo, cada um desses estilos distintos de personalizar se misturaram e reformularam a nossa vida cotidiana.

Artistas como Von Dutch (Kenny Howard), os construtores de carros personalizados, Ed “Big Daddy” Roth e Jeffries Dean, que também customizavam motos, os Irmãos Barris (Sam e George Barris), juntamente com numerosos artistas, tatuadores, ilustradores, pintores de automóveis, filmes e programas de televisão da época ajudaram a formar o que é conhecido hoje como Kustom Kulture.

 

Tattoo Age é o novo seriado que vai te levar ao mundo da tatuagem através de uma série de perfis de alguns dos artistas mais interessantes e procurados do mundo.

A série vai começar em 13 de julho com Dan Santoro e os novos episódios trarão artistas como Troy Denning, Mike Rubendall, Freddy Corbin e Grime. Vai ao ar até novembro na vbs.tv

via ink butter

Norman Keith Collins, mais conhecido como Sailor Jerry nasceu em 14 janeiro de 1911 em Reno, Nevada. Quando criança, pulou de trens de carga por todo o país e aprendeu a tatuar com um homem chamado Tatts Thomas, que lhe ensinou a usar máquinas de tatuagem. Praticando em vagabundos, mais tarde ele navegou o Oceano Pacífico antes de se estabelecer no Hawaii. Um brutamontes com uma boca suja, sempre usando camiseta branca mostrando seus braços tatuados.

Aos 19 anos, Collins se alistou na Marinha dos Estados Unidos. Foi durante suas viagens subseqüentes no mar, que ele foi descobrir a arte e imagens do sudeste da Ásia. Ele permaneceu como marinheiro pelo resto de sua vida depois disso. Mesmo durante a sua carreira como tatuador, ele trabalhou como um capitão de uma escuna de três mastros grandes. Vela e tatuagens eram apenas dois de seus empreendimentos profissionais. Ele  tocou saxofone em sua banda por anos, e teve até um programa de rádio. Morreu em 1973 mas foi imortalizado por seu trabalho como tatuador.

Collins confiou seu trabalho para duas pessoas, Ed Hardy and Mike Malone, os quais fundaram a empresa Sailor Jerry Ltd. Um empreendimento que desenvolve produtos desde bebidas e roupas até cartas de baralho, entre outras coisas.

Visite o site oficial: www.sailorjerry.com

The Go Getters é um trio sueco de rockabilly fundado em 1998.

Eles fazem um som clássico com uma pegada forte de blues, punk e são considerados umas das melhores bandas do estilo na europa.

Suas influencias musicais são  Johnny Cash, Ramones, Stray Cats, The Clash entre outros.

 

São 08 cds lançados (veja ) Hot Rod Rodeo é muito legal, recomendo.

No youtube você encontra videos legais do trio (não deixe de conferir os covers de The Clash e Stray Cats).

Encontre no:
Myspace
Facebook

 

Kirsten Easthope nasceu dia 11 de outubro de 1964, em Salt Lake City, Utah. Cresceu em uma comunidade onde 90% das pessoas eram mórmons. Como nunca fez parte desta doutrina, ela achava esse ambiente repressivo e extremamente entediante.

De tempos em tempos visitava sua avó na excitante cidade de Reno em Nevada. Lá ela se encantava com o brilho das luzes de néon, as faixadas, estátuas de dançarinas girando em cima do Casino Primadona. Este era o paraíso. Um lugar com glitter, glamour e muitas mulheres lindas e pintadas.

Quando voltava para casa em Utah, ela se refugiava na pista de boliche onde seu avô era campeão semi-profissional. Não é à toa que, anos mais tarde ela iria combinar essas memórias de infância em obras de arte maravilhosas.

Depois de frequentar a Universidade de Utah, e concluir sua graduação no Instituto de Arte de Colorado, Kirsten passou vários anos como designer gráfico. Mas aqueles eram tristes anos vazios. Passou a cada dia tentando agradar as massas e assimilar o mundo corporativo. Ela sabia que nunca poderia ser feliz no mundo de carrões, poder, e almoços luxuosos de executivos.

Assim, ela desistiu e optou pela vida de uma pobre artista pinup. Hoje em dia ela é extremamente feliz, vivendo em um apartamento minúsculo, no Colorado, com o seu gato preto, stymie.

As Pin-ups de Kirsten enfeitam várias coisas, como guitarras para rockers, botas de cowboy, botas personalizadas para atrizes, jaquetas de couro, pinos de boliche, etc. Sua obra tem aparecido em diversos lugares como nas revistas International Tattoo Art, Club International, Juxtapoz e no livro Vicious, Delicious, and Ambitious, entre outros.

via queenpindeluxe