Posts in the moda category

As Gibson Girls foram criadas por Charles Dana Gibson e eram muito populares no final do século 19 até início do século 20 nos Estados Unidos.

Os desenhos que representavam mulheres de cintura fina acentuada por espartilho, seios e quadris volumosos e cabelos ondulados presos  no alto da cabeça tornaram-se modelo de beleza,  influenciaram e refletiram o comportamento das mulheres daquele país.

As ilustrações apareciam em diversas revistas, anúncios e produtos.

Ainda podemos encontrar essas ilustrações aplicadas em alguns produtos, mas claro, não são tão populares como antigamente (mas eu gosto).


Garrafas de perfume com as Gibson Girls que você pode comprar aqui.

Sempre há uma musa, correto? Dizem que a esposa de Gibson, Irene, era a inspiração para os desenhos e de fato ela posava para o marido mas as Gibson Girls já existiam antes do casamento dos dois.

De acordo com Kate Chopin, “as originais Gibson Girls são resultado de observação da beleza de todas as mulheres que o artista conheceu, desenvolvida através da apreciação da única que ele amou.” Que bonito, não?

Para as meninas não ficarem sozinhas foram criados os Gibson Boys, igualmente bonitos, elegantes e auto-confiantes. Nos dias atuais seriam a Barbie e o Ken.

Tanto as Gibson Girls quanto a Barbie influenciaram a sociedade de sua época, impondo um ideal (cruel) de beleza feminina.

Gibson Girl vs Barbie

As Gibson Girls tinham grande publicidade em revistas, as imagens eram relacionadas a produtos consumidos principalmente por mulheres tal como a Barbie mas a diferença entre as duas é que as Gibson eram um “produto” para mulheres maduras enquanto a boneca é exemplo para mulheres ainda em formação (tenso!).

Nas principais revistas da época, as Gibson Girls eram representadas como mulheres independentes, de beleza impecável e personalidade marcante e influenciadas por esse ideal de independência feminina as mulheres americanas conquistaram direitos que elas não tinham antes, como trabalho remunerado ou ocupações antes restrita apenas aos homens.

Termino a comparação por aqui, porque não consigo identificar nada de bom que a Barbie tenha feito pela geração atual de mulheres… =/

Padrões de beleza sempre vão existir, cabe a você ser escrava dele ou usá-lo apenas como inspiração para incrementar ainda mais sua beleza natural.


“The weaker sex” (O sexo mais fraco) 1903. Naquela época o cara já sabia quem tinha o poder.

Norman Keith Collins, mais conhecido como Sailor Jerry nasceu em 14 janeiro de 1911 em Reno, Nevada. Quando criança, pulou de trens de carga por todo o país e aprendeu a tatuar com um homem chamado Tatts Thomas, que lhe ensinou a usar máquinas de tatuagem. Praticando em vagabundos, mais tarde ele navegou o Oceano Pacífico antes de se estabelecer no Hawaii. Um brutamontes com uma boca suja, sempre usando camiseta branca mostrando seus braços tatuados.

Aos 19 anos, Collins se alistou na Marinha dos Estados Unidos. Foi durante suas viagens subseqüentes no mar, que ele foi descobrir a arte e imagens do sudeste da Ásia. Ele permaneceu como marinheiro pelo resto de sua vida depois disso. Mesmo durante a sua carreira como tatuador, ele trabalhou como um capitão de uma escuna de três mastros grandes. Vela e tatuagens eram apenas dois de seus empreendimentos profissionais. Ele  tocou saxofone em sua banda por anos, e teve até um programa de rádio. Morreu em 1973 mas foi imortalizado por seu trabalho como tatuador.

Collins confiou seu trabalho para duas pessoas, Ed Hardy and Mike Malone, os quais fundaram a empresa Sailor Jerry Ltd. Um empreendimento que desenvolve produtos desde bebidas e roupas até cartas de baralho, entre outras coisas.

Visite o site oficial: www.sailorjerry.com

Tecido com estampa de bolinhas são sempre associados à uma época retrô, especialmente aos anos 50.

Realmente os anos 50 foram os anos das bolinhas. Divas do cinema, donas de casa, crianças e as pin-ups americanas, todos usavam Polka Dot.

A origem desse padrão é desconhecida e o porquê do nome em inglês Polka Dot, também.

Investigando a história das bolinhas podemos imaginar o porquê do nome.

  • O tecido de bolinha era muito popular no final do século XIX na Inglaterra e em seguida EUA.
  • Polka é uma dança de origem polonesa bem animada, introduzida pelos imigrantes europeus nos EUA  e que era bastante popular nessa época.
  • Na história americana o pós-guerra foi uma época de prosperidade, descontração, felicidade.

Imaginamos então que os movimentos circulares da dança tão animada, inspirou alguém inebriado pelo espírito pós-guerra e admirador da música polonesa que batizou o padrão com esse nome.

Da década de 50 pra cá a bolinha ganhou o mundo e transformou-se em um clássico da moda.

Um visual retrô exige bolinhas:

Um visual moderninho combina com bolinhas:

Até num visual mais formal você encontra bolinhas:

Até Bob Dylan usa bolinhas: \o/

Bolinhas combinam com tudo e Polka Dot Will Never Die!

Somos apaixonados por polka dots, elas são femininas e retrôs, por isso não poderiam faltar bolinhas nos produtos da Vudu!

As bandanas são um acessório clássico do mundo rockabilly.

Mas a história delas é bem anterior aos topetes e às saias rodadas. Vêm de tempos mais remotos do que você imagina, pense nos piratas que usavam bandanas e estão por aí desde a Grécia antiga. As bandanas também estão presentes em certas religiões e outras culturas — surpresa pra você, que acreditava que foi um acessório inventado pelos americanos.

Mas para post não ficar muito longo, vamos falar exatamente sobre o uso da bandana na cultura americana, que nos leva ao uso pelos rockers e pin-ups de hoje.

As bandanas era usadas pelos americanos do Velho Oeste no século 19. Durante essa época de conquistas de  minorias étnicas, essas culturas foram influenciadas pelos cowboys americanos, ou seja,  a bandana foi introduzida na cultura índigena e negra justamente em tempos de conflitos.

Mais tarde esse acessório passou a ser uma herança cultural de povos oprimidos – os negros e, na época que a música negra começa a conquistar os jovens americanos, um ato de rebeldia era usar tal acessório, além de ouvir a música, claro.

E é lá nas origens do rock´n roll e no início da cultura rockabilly que vemos as bandanas penduradas nos bolsos dos rapazes topetudos.

Hoje ela continua sendo usada assim pelos rockers e foi adotada pelas pin-ups modernas como acessório básico e essencial.

E esse acessório básico e essencial foi inspiração para a criação de outro acessório: a Tiara Bandana da Vudu!

É perfeita se você não gosta de arramar lenço na cabeça, porque o cabelo é muito liso ou muito volumoso.
Veja mais informações sobre esse produto aqui.

Dicas

• Tumblr  de garotas com bandanas

O tumblr Fuck Yeah, Girls Wearing Bandanas tem looks inspiradores de meninas usando bandana (você pode enviar sua foto).

• Videos ensinando looks com bandanas

No youtube você encontra muitos vídeos ensinando fazer penteados usando bandanas.

 

 

As imagens deste post :www.vudu.tumblr.com